Onde ficamos com as migrações para Magento 2?

Como foi descoberto através da pesquisa de cliente, realizada pela OneStepCheckout em abril de 2018, os números aproximados da pesquisa foram:
  • 60.000 lojas que se manterão no Magento 1
  • 75,000 lojas que pretendem migrar para Magento 2
Com o suporte do Magento 1 chegando ao fim em 2020, eles pretendem ajudar mais de 20.000 clientes que estão nas situações descritas acima sobre quais são suas opções. Eles não querem que seus clientes deixem o Magento 2 os benefícios do Magento 2  são realmente convincentes, incluindo:
  • Escalabilidade e melhorias de performance, por exemplo, o carregamento de páginas mais rápido;
  • Responsivo e Engine de busca amigável para melhor ranqueamento e visibilidade;
  • Melhorias na interface administrativa, incluindo dashboards mais compreensivos e maneiras mais fáceis de criar ou fazer upload de produtos;
  • Modularidade para frontend e backend.
Este é o motivo que fez com que a OneStepCheckout perguntasse para as principais agências parceiras as quais suas melhores dicas para evitar armadilhas e preparar todo o terreno para que os lojistas tenham uma migração mais tranquila possível, mas que traga o máximo de valor possível para seus negócios.
Todas essas agências parceiras da OneStepCheckout são muito renomadas e possuem uma grande reputação e experiência com implementações em Magento Commerce. Elas vão te ajudar a ter uma análise e implementação técnica sólida, um grande senso sobre seu negócio e sobre como gerenciar suas expectativas.
Vamos ás dicas.

Mike de Landgraaf, CEO da MDLOnline (Holanda)

“Pergunte por referências anteriores”

Desde o lançamento do Magento 2 existem várias agências que tiveram muitas dificuldades em desenvolver utilizando as últimas técnicas, técnicas essas necessárias para se desenvolver uma loja em Magento.2 boa e performática.
Em sua jornada pela busca do parceiro mais qualificado, veja seus portfólios para saber quais lojas em Magento 2 eles já fizeram e pergunte por referências (uma coisa muito difícil aqui no Brasil).
O investimento na migração de sua loja para o Magento 2 é substancial visando que você quer que sua loja esteja preparada para o futuro do e-commerce. Portanto, você desejaria um parceiro que oferecesse a qualidade que você esperaria com uma loja de US $ 50 mil ou mais, sem gastar mais a longo prazo.
Como parceiro de suporte do Magento 2, vemos muitas lojas que foram entregues com código inacreditavelmente ruim e precisam ser reconstruídas em um ano.

Contate o Mike: info@mdlonline.nl

Emile Koolstra, Proprietário da Younify (Holanda)

“Este é o momento perfeito para re-pensar sobre as configurações de catálogo de produtos e categorias“

Embora tendamos a falar de uma migração do Magento 1 para o Magento 2, a loja on-line do Magento 2 deve ser considerada como uma nova implementação.
Abordar a migração como um novo desenvolvimento para evitar suposições que prejudiquem o planejamento ou os custos dos projetos.
Algumas de nossas “lições aprendidas” dos projetos de migração:
  • Apensar da migração de dados é possível para categorias e produtos e outros conteúdos e itens de configuração, este é um momento para considerar quão “válidos” os dados do seu Magento 1 são. É possível que a loja Magento 1 tenha sido construída com atributos, conjuntos de atributos e produtos inativos. Use o projeto Magento 2 como um novo começo e garanta que apenas dados limpos sejam migrados. Este é o momento perfeito para repensar configurações e categorias de catálogos de produtos quando necessário.
  • Revise cuidadosamente todas as extensões em uso na loja Magento 1:
    • Eles ainda estão sendo utilizados?
    • É possível que o Magento 2 nativo ofereça essas funcionalidades agora?
    • E o mais importante… as features que seus clientes esperam já estão disponíveis para o Magento 2?
Mesmo que muitas extensões para Magento 2 ofereçam mais funcionalidades, nós vimos casos em que algumas funcionalidades foram removidas. Isso pode causar uma grande decepção para o cliente final (“eu tinha esta funcionalidade no Magento 1”) e para o parceiro de desenvolvimento (“Não posso criar essa funcionalidade no Magento 2 de graça”).

Contate o Emile: emile.koolstra@younify.nl

Danny Verkade, CTO na Cream e Magento Master 2018 (Holanda)

“Para cada feature você precisa decidir se ela ainda é necessária e se você quer migrá-la para Magento 2“

Uma migração de sucesso começa com a avaliação da loja em Magento 1 atual do cliente. Certifique-se de ter uma lista com todas:
  • funcionalidades;
  • características;
  • personalizações;
  • Módulos de terceiros no Magento 1.
Para cada feature da loja você precisa decidir se a mesma ainda é necessária e se você quer migrá-la para o Magento 2. Isso te dará uma overview completo de tudo o que será necessário migrar do Magento 1 para o Magento 2.
Priorize todas as features mais importantes listadas iniciando das primeiras para as últimas no final. Isso garantirá que você não perderá nada do que realmente é necessário em sua loja Magento 2.
Terceirizar  ou trabalhar internamente?
Nós aconselhamos o trabalho com uma equipe muito ativa. Os principais benefícios para isso são:
  • Comunicação: sem diferenças culturais, sem mal-entendidos e coisas “perdidas na tradução”, melhor reatividade;
  • Conhecimento do mercado: cada pessoa na agência conhece o mercado em que o comerciante está operando, para que eles possam fornecer insights do consumidor mais perto do público-alvo e dar dicas e conselhos.
Danny Verkade também é um Magento Master e Diretor do Quadro do Meet Magento Association.

Contate o Danny: danny@cream.nl

Ewen Cameron, Diretor Técnico na Digital Six, Edinburgh (Reino Unido)

“Tenha certeza que você entendo todos os dados do seu cliente antes de iniciar qualquer trabalho”

3 bons motivos porque uma loja em Magento 1 deve ser migrada para Magento 2:

1. Performance

O Magento 2 foi totalmente re-desenhado com foco em performance. O Magento 2 suporta e é otimizado para o PHP 7 o qual é extremamente mais rápido do que o PHP 5, versão na qual o Magento 1 foi criado. Também suporta uma grande variedade de sistemas de cache, como o Varnish Cache, que descarta a necessidade de módulos e adaptações adicionais quando estiver configurando o seu site.

2. Fluxo de checkout melhorado

A Magento fez melhorias significativas no fluxo de checkout para tornar a navegação dos usuários o mais fácil possível. Você não precisa mais fazer login, registrar ou fazer o checkout como convidado. Em vez disso, você insere seu endereço de e-mail e uma pesquisa super rápida em AJAX verifica se você tem uma conta ou não.
Se você tiver uma conta, uma caixa de senha será exibida. Se você não fizer isso, continue como se fosse um convidado, mas aproveite a oportunidade para inserir uma senha depois de fazer o pedido. Isso reduz a quantidade de dados que seu cliente deve inserir e os salva tendo que tentar lembrar se já registraram uma conta com você.
Várias outras melhorias inteligentes também foram feitas, como ignorar um endereço de faturamento para métodos de pagamento que não exigem isso e um cálculo automática das taxas de frete, assim que os clientes inserirem o endereço de envio.

3. Suporte a Progressive Web App (PWA)

Aplicativos de web progressivos (PWAs) são o futuro da Internet. Elas compartimentam seu conteúdo, seu layout e sua funcionalidade de comércio eletrônico e armazenam o layout no dispositivo do usuário usando um conjunto inteligente de tecnologias de armazenamento em cache. O resultado final é um site super rápido, com muitos dos benefícios de um aplicativo que você instalaria em seu telefone. Eles suportam notificações push, carregamento instantâneo e a capacidade de adicioná-los à sua tela inicial.
A Magento já forneceu um kit de ferramentas para permitir que desenvolvedores criem aplicativos da web progressivos no framework Magento 2. Se você está querendo um site rápido, fácil de usar, que suporte notificações push e incentiva o engajamento do usuário regular, então um aplicativo web progressivo é sua melhor opção.
Melhores dicas para uma migração tranquila para Magento 2
Agora, quando decidir migrar para o Magento 2, reserve um tempo para estudar a configuração de dados atual do seu cliente. Eles podem acreditar que eles querem uma migração “direta” de tudo em seu atual sistema Magento 1 para o Magento 2, mas isso raramente é verdade.
Use a migração como uma oportunidade para racionalizar atributos e outras estruturas de dados. Leve o seu tempo para desdobrar todos os atributos e todos os plugins/customizações para descobrir por que a modificação foi feita e confirme com o cliente se eles precisam dele no Magento 2. Se eles o precisarem, então reexamine o requisito e especifique-o para certificar-se de que você está implementando de uma maneira sensata e apropriada.

Andrea Caprio, COO na DNA Factory (Italy)

“Esta pode ser uma boa oportunidade para analisar outros serviços de pagamento que já integram bem com Magento 2 e oferecem melhores condições de negócio”

3 coisas que você deve considerar antes de migrar para o Magento 2 que não poderiam vir à mente.

Eu li muitos artigos sobre a migração para o Magento 2. Alguns deles são clickbait clássico (bem feito em SEO) contendo links para si mesmos concluindo com frase padrão: “clique aqui para contratar a melhor equipe certificada para migrar para o Magento 2”. Outros mostram a maneira correta de fazê-lo e aconselho-o a verificar este link oficial: https://devdocs.magento.com/guides/v2.3/migration/bk-migration-guide.html
Então, reserve um tempo para escrever e pensar em todas as personalizações e integrações que você fez nos últimos anos em seu Magento 1 (espero que você tenha sido documentado e acompanhado). Qualquer customização única útil deve ser completamente re-projetada e re-desenvolvida no Magento 2 com custos e tempo adicionais que envolvem.
De qualquer forma, muitas dicas e sugestões são amplamente discutidas, mas há 3 coisas que você deve considerar antes de migrar, o que eu acho que você deve ter em mente:

1 – Considere que você realmente não precisa migrar antes de junho de 2020

Certamente você já ouviu falar sobre o Magento 1″morrer” em junho de 2020 (alguns comerciantes realmente acham que sua loja ficará offline). Não se preocupe, sua loja não ficará off-line. O que é verdade é que o Magento Core Team não suportará mais a plataforma com patches de segurança, mas há uma boa novidade: um time alemão (liderado por Carmen Bremen, Magento Master) lançou o projeto mage-one que continuará a oferecer suporte à plataforma. Eles também oferecem prêmios em dinheiro para encontrar e corrigir problemas de segurança.

2 – Consider changing your current payment gateway

Então, seus clientes podem pagar com cartão de crédito no seu portal Magento 1? Bem, tenha em mente que seu atual provedor de serviços de pagamento talvez ainda não esteja integrado ao Magento 2.3 (Magento 2.1, 2.2 e 2.3 são diferentes). Então o que você deveria fazer?
Primeiro de tudo, certifique-se de que seu provedor tenha um módulo oficial do Magento 2, caso contrário você deve verificar desenvolvedores de terceiros para ver se sua solução está disponível no Magento Marketplace. Ou você pode contratar um desenvolvedor para desenvolvê-lo para você, mas isso significará mais orçamento, tempo e risco de erros que podem fazer você perder a taxa de conversão.
Em vez disso, sugiro aos nossos clientes que aproveitem a migração para encontrar um gateway melhor. (Eu quero dizer o que melhor se encaixa para você).
Muitos comerciantes deixam-se levar pelos hábitos e talvez nem saibam quanto estão pagando pelas taxas de transação. Esta poderia ser uma oportunidade para procurar um novo provedor que já se integra bem com o Magento 2 e oferecer melhores condições de negócios ou serviços que você não tinha antes, como pagamentos de token ou recorrentes.

3 – Considere treinar o seu time de desenvolvimento

Alguns comerciantes (principalmente os menores) possuem um ou mais técnicos internos que suportam todos os outros departamentos com o seu conhecimento. Aprendeu Magento 1 nos últimos anos só porque teve que fazer isso. Ele/ela não é um desenvolvedor habilidoso, nem um administrador de sistema, mas apenas o mínimo necessário para tarefas comuns (isto é, indexar novamente os índices do Magento usando o console, corrigir dados errados no banco de dados, etc.).
O Magento 2 é completamente diferente do Magento 1. Dê-lhes 2/3 semanas para praticar nesta nova plataforma, caso contrário, elas ficarão em apuros (e também no seu negócio).

Palavras Finais

Com essas considerações, não quero convencer os pequenos comerciantes a permanecer no Magento 1 para sempre. A migração não é obrigatória no momento, estou apenas dizendo que você deve começar a estudar este novo mundo.
O Magento 2 está repleto de novas técnicas e tecnologias que, no Magento 1, você precisa implementar sozinho. O Magento 2 acompanha o tempo e até um gigante como a Adobe entendeu isso.

Contate o Andrea: andrea@dnafactory.nl

Brad Kort, Presidente, Web2market, Illinois (USA)

“Como descobrir as melhores extensões para Magento 2″

Suporte para extensões é o único recurso que o Magento oferece. As extensões permitem adicionar recursos muito poderosos por uma fração do custo comparado ao desenvolvimento personalizado. Ao atender melhor seus clientes, sua empresa de e-commerce vende mais! No entanto, você precisa escolher suas extensões com cuidado. Nem todas as extensões são criadas igualmente. Então, como você encontra as melhores extensões? Aqui estão algumas dicas.

1. O desenvolvedor é um membro do ExtDN

Os membros do ExtDN concordam em seguir as regras de codificação e as melhores práticas para as extensões do Magento. Por exemplo, eles não modificam o código Magento principal, o que facilita muito a atualização para novas versões do Magento. O código deles também é menos provável de entrar em conflito com outras extensões.

2. Verifique a listagem do desenvolvedor no mercado do Magento

Se uma extensão estiver listada lá, ela será avaliada pelo Magento por seguir as regras, não por copiar o código de outra pessoa, etc. Você também pode verificar as avaliações. No entanto, preferimos comprar diretamente do desenvolvedor, o que facilita o suporte.

3. Verifique se há atualizações regulares do desenvolvedor

As extensões precisam ser corrigidas e atualizadas para novas versões do Magento. Você quer garantir que o desenvolvedor forneça aprimoramentos contínuos.

4. Procure uma garantia

Desenvolvedores mais respeitáveis fornecerão uma garantia de 30 dias de satisfação.

5. Entre em contato com o desenvolvedor

Eles são responsivos? Se eles não se comunicarem bem antes da venda, ela não ficará melhor quando você tiver dúvidas ou problemas após a venda. Haverá vezes que você precisará usar uma extensão de um desenvolvedor com menos experiência e menos reputação. Existem literalmente milhares de extensões. Muitos exigem conhecimentos profundos que apenas algumas empresas possuem, e é por isso que não há tantos desenvolvedores diferentes. No entanto, se você tiver uma opção, reserve 10 minutos para pesquisar cada desenvolvedor. Se você usar a lista acima, você fará uma escolha melhor. Seu site provavelmente funcionará melhor, você venderá mais e terá menos problemas.

Contate o Brad: bkort@web2market.com

Ignacio Riesco Martín, CEO & Fundador na Interactiv4 (Espanha)

“Se você estiver fazendo a migração de um site complexo do Magento 1, mantenha o mesmo design e introduza mudanças incrementais passo a passo (a cada duas semanas) após a migração.”

O Magento 1 para o Magento 2 não é uma migração, é um novo projeto.

Como somente os dados podem ser migrados, o restante precisa ser feito do zero. Este é um trocador de jogo, como também é uma oportunidade para resolver problemas antigos (como indexadores, APIs, Varnish) e melhorar as funcionalidades que você realmente gosta.
Investir orçamento e tempo para planejar, analisar e arquitetar novo site com a equipe de desenvolvimento experiente.

Certifique-se de que seus dados podem ser migrados.

Como explicamos, o código não pode ser migrado. A única coisa que pode teoricamente ser migrada são os dados, como catálogo, pedidos e clientes.
Pode haver alguns dados que serão muito difíceis ou impossíveis de migrar, dependendo de como está o nível de personalização do seu projeto.

Não espere que os sites criados no Magento 1 sejam criados no Magento 2.

Lembre-se de que estamos diante de duas soluções arquitetônicas completamente diferentes.
Se você estiver fazendo a migração de um site complexo do Magento 1, continue com o mesmo design e introduza alterações incrementais passo a passo (a cada duas semanas) após a migração.
Além disso, você nunca deve ir morar em meses em que a temporada de compras é agitada, como a Black Friday ou feriados de Natal. Planeje seu lançamento em meses de baixo lucro para evitar qualquer instabilidade.
Teste, teste e teste antes de ir ao vivo.

Faça uma lista de todas as funcionalidades que você deseja implementar no novo site.

O fato de você já ter um site do Magento 1 em execução não significa que a nova equipe de desenvolvimento saiba exatamente todos os seus processos, procedimentos e funcionalidades adicionados ou personalizados.

Faça uma lista detalhada de:

  • Agentes envolvidos no projeto e suas responsabilidades dentro do projeto;
  • Extensões instaladas no atual Magento 1, como elas são configuradas e qual é o requisito que cada uma delas está cobrindo;
  • Sistemas e métodos de integração de sistemas de dados externos;
  • Desenvolvimento personalizado implementado, que funcionalidade está fazendo e onde você pode encontrar no painel do administrador todas as configurações;
  • Magento funcionalidade não necessária que deve ser removida;
  • Novos recursos que você deseja desenvolver como parte deste projeto.
Mas lembre-se, às vezes menos é mais.

Contate o Ignacio: ignacio.riesco@interactiv4.com

Alex Bohea, Gerente de Contas na Limesharp, London (Reino Unido)

“Garantir que todo o negócio esteja envolvido e que todos tenham a chance de melhorar seus processos atuais”

Considere e lembre-se das principais partes interessadas

Nossa melhor dica para facilitar a migração do Magento 1 para o Magento 2 é simples – considere e lembre-se dos principais interessados. Realizar a mudança para o Magento 2 deve ser tratado como uma oportunidade de não apenas atualizar sua plataforma web atual, mas também de atualizar a funcionalidade em toda a empresa. É aqui que lembrar e consultar as partes interessadas no negócio é fundamental. O Magento 2 tem funcionalidades para cada departamento em que podem ser adotadas e podem ajudar a transformar seus processos atuais em algo que todos desejam – uma chance de tornar seu trabalho mais fácil.

O processo para isso pode ser simples:

  1. Coloque cada departamento dentro do negócio e identifique o stakeholder desses departamentos. Consulte as partes interessadas e sua equipe para entender como eles usam atualmente a plataforma Magento 1, frontend e backend.
  2. Leve seu uso atual do site e mapeie isso contra a funcionalidade do Magento 2 para garantir que seus requisitos básicos sejam atendidos. Onde muitas migrações falham é que os processos atuais aos quais os departamentos estão acostumados não são considerados e seu processo acaba mudando, possivelmente não para melhor, com uma nova plataforma causando atrito entre departamentos e uma sensação de que “o jeito antigo” era melhor negatividade e decepção.
  3. Agora você tem os processos atuais mapeados, consulte a equipe e descubra como eles gostariam de usar o site:
    1. Que funcionalidade pode ser adicionada para tornar sua vida mais fácil e permitir que eles invistam seu valioso tempo em novas oportunidades?
    2. O que eles sempre quiseram fazer no site que não conseguiram no passado?
    3. Legado problemas com o seu site existente são geralmente o maior bloqueador para avançar e agora você tem a chance de começar de novo, para aproveitar ao máximo!
  4. Pegue sua lista de desejos e defina uma classificação de prioridade e dificuldade em cada solicitação. A classificação de dificuldade pode ser alcançada falando com sua agência e descobrindo o que está incluído no Magento 2 versus o que precisa ser uma compilação personalizada. Por exemplo, a equipe de merchandising que deseja conseguir mercadorias sem inserir números de posição é algo fácil de usar usando o Visual Merchandiser do Magento 2, ao passo que definir regras comerciais automáticas sobre como os produtos devem ser comercializados precisaria de um desenvolvimento personalizado ou de terceiros.
  5. Decida o que é possível e viável lançar a partir de sua lista de desejos e certifique-se de revisitar a lista após a migração. Nosso último conselho é garantir que os principais interessados e sua equipe estejam envolvidos no teste da funcionalidade que solicitaram. Pressupostos sobre como cada departamento funciona e como a funcionalidade deve funcionar para eles podem levar a uma quebra na comunicação e podem, em última análise, significar que todo o trabalho duro para melhorar os processos oferece o oposto.
Garantir que todo o negócio está envolvido e que todos tenham a chance de melhorar seus processos atuais é a chave para uma migração bem-sucedida. Você se sentirá apoiado por muito mais colegas do que apenas aqueles dentro de sua própria equipe, e a empolgação em lançar com o Magento 2 só aumentará se todos estiverem envolvidos.

Entre em contato com Alex: alex@limesharp.net

Floris Schreuder, consultor de e-commerce e Magento 2 Certified Solution Specialist na Experius (Holanda)

“Migrar seus produtos para um sistema PIM, será uma enorme economia de custos“

O software e a necessidade de novas funcionalidades estão em constante mudança. Um dos desenvolvimentos mais promissores nessa área é o surgimento dos sistemas PIM, ou Product Information Management.
Muitas vezes, os sistemas administrativos conectados à loja Magento não estão focados em obter as informações corretas sobre o produto para o cliente.
  • No B2C, isso pode incluir descrições longas sobre o produto, quais produtos podem funcionar bem com o produto e informações extras que o cliente precisa para comprar o produto.
  • Em B2B, esta informação extra é muitas vezes focada nos detalhes técnicos do produto.
Os sistemas administrativos são construídos para contabilidade e lógica de preços e se destacam nessa área. Mas na informação do produto? Eles podem ter apenas dois campos “gratuitos” disponíveis para detalhes “extras”.
A Experius geralmente aconselha clientes que desejam atualizar para o Magento 2 para iniciar simultaneamente a migração de seus dados de produto para um sistema PIM como o Akeneo. Fazendo isso, ao mesmo tempo que a migração para o Magento 2 será um grande custo-saver: em vez de primeiro migrar os seus produtos de Magento 1 a Magento 2, você apenas migrar os produtos para o PIM e, em seguida, conecte o PIM através do Magento 2 API REST para sua nova loja virtual.

Entre em contato com Floris: floris@experius.nl

Adam King, Co-fundador e Arquiteto de Soluções para e-commerce na MediaLounge, Bournemouth (UK)

“Ao mesmo tempo, consulte seu parceiro de SEO para garantir que você não esteja removendo nada que possa afetar suas páginas indexadas”

Ao mudar do Magento 1 para o Magento 2, vale a pena pensar nos seus dados. A maioria das ferramentas de migração de agências permite que você passe por todos os seus clientes atuais, senhas, categorias, atributos, produtos, imagens, conteúdo do CMS e histórico de pedidos, por isso vale a pena gastar esse tempo limpando esses dados para garantir .
Sugerimos que você analise o histórico de pedidos, pois, com o GDPR, você só precisa reter dados de pedidos de sete anos, para que os mais antigos possam ser excluídos.
Os dados do produto também são uma área importante a ser arrumada para que você se livre desses produtos desativados ou indesejados, remova atributos e conjuntos de atributos que não estejam mais vinculados a produtos e remova quaisquer categorias não usadas.
Obviamente, talvez seja necessário consultar seu parceiro de SEO para garantir que você não esteja removendo nada que possa afetar suas páginas indexadas.
A maioria das migrações começará com uma migração inicial no início do projeto para sincronizar suas lojas Magento 1 e Magento 2 antes do desenvolvimento, seguido por várias outras migrações de atualização para sua data de transmissão, para que você tenha bastante tempo para fazer esses ajustes aos seus dados e passar para a nova loja com menos peso morto.

Entre em contato com Adam: adam@medialounge.co.uk

Juergen Schreck, Presidente na Solvature, Wisconsin (USA)

“Há duas coisas que podem ser portadas: seus dados e a aparência da sua loja”

Dicas de atualização do Magento 2

Com o final da vida Magento 1, os comerciantes Magento 1 estão sendo confrontados com a decisão de atualizar ou não para o Magento 2. É importante notar que a atualização para o Magento 2 não é uma atualização simples, mas sim uma reconstrução completa de uma loja. Existem duas coisas que podem ser portadas. Primeiro sendo seus dados, e segundo sendo a aparência da sua loja. No entanto, o tema precisa ser re-desenvolvido, então você provavelmente desejará fazer alguns ajustes e adicionar alguma modernização para obter o maior ROI.
Como mudar para o Magento 2 é, em essência, uma loja completamente nova, é um momento perfeito para garantir que o Magento 2 seja o movimento certo. Esta é uma oportunidade para você mudar para uma plataforma diferente se ela atender melhor às suas necessidades e objetivos. Você pode aprender mais sobre como escolher a plataforma certa aqui.

Mas e quanto ao custo?

Para fazer com que o cálculo de custos seja o mais rápido possível, convém fazer uma lista de todas as integrações, extensões e funcionalidades personalizadas de sua loja antes de solicitar a agências e desenvolvedores um custo. É comum que agências e desenvolvedores tenham um preço de referência para uma criação mínima de tipo de produto viável. O tempo que leva para reintegrar seus sistemas, instalar e testar extensões e reescrever a funcionalidade personalizada é o que aumenta o custo do movimento, seja para o Magento 2 ou outra plataforma.

Entre em contato com Jurgen: jurgen@solvature.us

Andrej Radonic, CEO na Intersales (Alemanha)

“Você deve adicionar o que parece necessário para uma experiência de usuário otimizada e melhor conversão”

Análise completa é a chave

A migração do Magento 1 para o Magento 2 é mais do que apenas um “switch” técnico para uma nova plataforma: é a chance de melhorar e otimizar a nova loja que será criada no topo do Magento 2.
Aprenda com a sua experiência com o Magento 1, descubra pontos fracos e oportunidades de melhoria e molde isso em um novo conceito para o Magento 2. Para isso você precisará de uma análise detalhada da plataforma antiga antes de qualquer outra coisa, fazendo pelo menos as seguintes perguntas:
  • Quais extensões estão sendo usadas,
  • Qual deles pode ser eliminado,
  • Para qual existe uma substituição Magento 2?
  • Também será útil verificar qual funcionalidade é customizada e pode ser automaticamente transferida usando a ferramenta de migração de código para o Magento 2.

Concentre-se no conceito

Ao criar o conceito para a nova loja, isso deve ser mais do que apenas reconstruir a plataforma antiga. Pense nisso desta maneira: você estará assumindo tudo o que funcionou bem enquanto remove tudo que não é mais necessário. E você deve adicionar o que parece necessário para uma experiência de usuário otimizada e melhor conversão.
Para que este seja um processo tranquilo, examine a análise feita anteriormente e mapeie um plano para criar um novo tema, para migrar funcionalidades e extensões.
Se você não fez um bom trabalho na experiência móvel até agora, agora é a hora de fazer isso. Se você não pensou em Progressive Web Apps (PWA), agora é a hora de fazê-lo. Se você sempre quis melhorar o checkout, agora é a hora de alavancar a experiência existente, o feedback dos clientes e as inovadoras extensões do Magento 2, como o OneStepCheckout.

Planeje sua migração em detalhes

O processo de migração do Magento 1 para o Magento 2 deve ser dividido nas seguintes partes:
  1. dados (produtos, clientes, pedidos, mas também configurações);
  2. extensões de Magento;
  3. tema / modelo;
  4. fase de testes e relançamento real.
Crie um plano acionável levando em conta essas fases. Não pule no teste detalhado antes de lançar a nova loja. Trabalhe com uma agência Magento que tem muita experiência com Magento 1 e Magento 2 e já completou com sucesso várias migrações de 1 para 2.

Entre em contato com Andrej: ar@intersales.de

Maier Bianchi – Founder/CTO na Bemeir, New York (USA)

“Pense nisso como uma chance de reavaliar quais recursos são importantes para você, o design do seu site, seu caminho para a conversão e como você se integra com terceiros”

Migrar para o Magento 2 do Magento 1.x é uma tarefa desafiadora e assustadora. Você pode sentir uma sensação de mau presságio, mas veja como uma chance de “limpar a casa”. Quando você muda de casa, você inevitavelmente doa ou descarta itens que não são mais necessários. Pense nisso como uma chance de reavaliar quais recursos são importantes para você, o design do seu site, seu caminho para a conversão e como você se integra com terceiros.
Para continuar com a analogia de movimento, é melhor arrumar suas coisas em caixas quando se deslocam, e seu site Magento não é diferente. Certifique-se de ter um plano sólido para migrar dados do pedido, dados do produto e dados do cliente. Avalie se você realmente precisa carregar tudo, porque pode haver alguns dados que você já tem em sistemas externos e não precisa mais do Magento.
Por fim, verifique cuidadosamente os resultados de sua migração antes de migrar totalmente para o novo ambiente. Você deve certificar-se de que os URLs da sua página sejam os mesmos ou que sejam redirecionados 301 e que todos os seus e-mails estejam funcionando e projetados para manter a consistência. Você não moveria sem encaminhar seus e-mails, da mesma forma que você não migraria para o Magento 2 sem verificar os URLs da sua página.

Entre em contato com Maier: info@bemeir.com

Andrew Waite, Diretor Geral na Convert Digital (Australia)

“Teste a migração de dados o mais cedo possível!”

Por que Magento 2?

Código aberto: o Magento 2 é completamente personalizável e continuamente atualizado para se proteger contra novas vulnerabilidades de segurança. Com a maior comunidade de desenvolvedores de plataformas de e-commerce, a comunidade de Magento está continuamente desenvolvendo extensões, resolvendo problemas complexos, fornecendo feedback para melhorias e muito mais.
Go International: Dentro do Magento você pode gerenciar vários sites e lojas com apenas um login. Se você está procurando por expansão internacional, crie várias visualizações de lojas com vários idiomas no seu site Magento. Crie eficiências para sua empresa com um único lugar para todos os pedidos e um banco de dados central de produtos.

Dicas para uma migração bem-sucedida do Magento 1 para o Magento 2

Teste a migração de dados o mais cedo possível!
É importante entender o que você está transferindo do Magento 1 para o Magento 2, principalmente quando estiver usando a Ferramenta de migração de dados do Magento.
Dependendo de quais dados você está trazendo, pode haver dados de extensão que podem ser removidos como parte da configuração da Ferramenta de Migração de Dados.
Última dica, é um ótimo momento para analisar os dados da sua loja e possivelmente usar essa oportunidade para realizar uma limpeza de dados.

Entre em contato com Andrew: andrew@convertdigital.com.au

Posts recentes

Comentários

    Arquivos

    Categorias